Como fazer um planejamento de rotas eficiente

Ter um planejamento de rotas eficiente para atender os clientes com qualidade e dentro do prazo esperado é um grande diferencial. Por isso, conhecer e aplicar as boas práticas na gestão do sistema de rotas pode ajudar você nessa árdua…

Ter um planejamento de rotas eficiente para atender os clientes com qualidade e dentro do prazo esperado é um grande diferencial. Por isso, conhecer e aplicar as boas práticas na gestão do sistema de rotas pode ajudar você nessa árdua tarefa.

O planejamento de rotas é uma ferramenta essencial para empresas que precisam reduzir custos e atender seus clientes de forma mais rápida e ágil. Em um mercado tão competitivo, nada mais inteligente do que se organizar para melhorar os serviços prestados e conseguir se destacar diante da concorrência.

No entanto, antes de sair planejando o sistema de rotas, é preciso conhecer profundamente cada etapa do processo, já que somente uma visão macro dará condições para que haja a criação de processos eficientes.

Sabendo de tudo isso, basta seguir as dicas e melhores práticas listadas abaixo para montar um planejamento de rotas de altíssima qualidade. Continue lendo!

Sistema de agendamento e encaminhamento de rotas

Atualmente, com a tecnologia cada vez mais presente na rotina das empresas, ter um sistema capaz de fornecer o melhor planejamento de rotas em sua transportadora é requisito obrigatório para organizações de ponta.

Esses softwares, capazes de desenhar o melhor trajeto conforme as necessidades de transporte, ajudam a manter as entregas no prazo combinado, além de otimizar o uso de recursos empresariais, como veículos e o consumo dos combustíveis para movê-los.

Para fazer tudo isso acontecer, o sistema considera os volumes a serem entregues, a capacidade de cada veículo, pedágios, horas dirigidas, entre outras variáveis de um sistema logístico. Ou seja, aos olhos do sistema, nada passa batido.

Rastreamento de veículos em tempo real

Outra boa prática para planejamento de rotas com eficiência é a utilização de rastreio de veículos em tempo real. Dessa forma, além de poder acompanhar cada transporte realizado através de um sistema de monitoramento, é possível atuar rapidamente em caso de situações problemáticas, como quebra do veículo ou necessidade de desvio de rota do mesmo.

Após acompanhar a situação e entender que uma entrega pode atrasar, o responsável pelo monitoramento pode utilizar as informações para avisar o cliente com antecedência e evitar alguma eventual insatisfação. Indo além, dependendo do ocorrido, é possível mandar um novo veículo para coletar a carga e fazê-la chegar no tempo previsto.

Planejamento de rotas em diferentes períodos

Em alguns casos, dependendo do cliente que você atender, existe a possibilidade de realizar serviços de entrega de produtos em horários alternativos. Algumas empresas, por exemplo, conseguem receber cargas fora do horário comercial para reduzir as filas de entregas e, assim, otimizar o transporte como um todo.

Se essa é uma realidade para você, não deixe de utilizar essa importante estratégia para otimizar seus custos e atender clientes com excelência. Em alguns casos, a entrega em períodos alternativos reduz drasticamente o tempo de transporte, bem como os seus custos. E isso é bom para todos os envolvidos.

Verifique e se antecipe às restrições de entrega

Outra boa prática no planejamento de rotas é identificar e trabalhar de acordo com as restrições de entrega do cliente. Algumas empresas, por exemplo, limitam o recebimento de pedidos na parte da manhã ou determinam condições especiais, conforme a rotina do departamento logístico.

Desse modo, seu planejamento de rotas deverá estar preparado para atender essas condições, otimizando as entregas com base nas variáveis de comportamento dos clientes.

Analise continuamente os dados gerados

Mais uma boa prática do planejamento de rotas é aprender com os dados presentes no histórico dos transportes, pois eles podem fornecer informações valiosas para a eficiência da gestão logística.

Nesse ponto, o responsável pela organização do sistema precisa definir indicadores chave de desempenho (também conhecidos como KPIs) e acompanhar os dados para encontrar possibilidades de melhoria. Assim, uma pequena modificação na estratégia pode ser um grande diferencial na otimização do tempo e dos custos do negócio.

Portanto, a grande dica é: acompanhe de perto os dados fornecidos e registrados no seu sistema logístico, pois eles podem fornecer informações e insights para melhoria dos seus processos atuais.

Prepare planos alternativos

Dependendo da estrutura do seu sistema logístico, pode ser bastante comum trabalhar com imprevistos durante o transporte de uma carga até determinado cliente. Portanto, é essencial ter um “plano b” para situações que fogem do esperado.

Aqui, por exemplo, uma regra pode ser definir veículos que operam como backup do sistema. Assim, caso um caminhão ou automóvel não possa chegar até o destino, o backup poderá entrar em ação para completar a tarefa e, desse modo, evitar que o cliente fique insatisfeito com sua empresa.

Como existem inúmeras situações que podem atrapalhar a conclusão de uma entrega, é importante identificá-las para definir um plano de ação e, assim, evitar ao máximo que o cliente acabe prejudicado e melhorar a qualidade dos serviços prestados.

Otimize seu planejamento de rotas e coloque sua empresa em outro patamar

Você gostou das boas práticas que trouxemos no conteúdo para que você possa otimizar seu planejamento de rotas?

Esperamos ter ajudado você a entender a importância desse assunto para sua empresa, pois um serviço logístico de alta qualidade é essencial para a sobrevivência de qualquer transportadora no mercado.

No mais, se você está buscando um sistema robusto e que certamente atenderá suas necessidades logísticas, não deixe de conhecer o Transportadora 5 Pro. Desde o controle de rotas, fluxo de caixa, controle de custos, entre outras funcionalidades, ele certamente é o software ideal para uma boa gestão de entregas. Peça uma demonstração!