O que é SPED fiscal e para que serve

SPED Fiscal significa “Sistema Público de Escrituração Digital” e é o mesmo que EFD “Escrituração Fiscal Digital“.

Ele existe desde 2007 e seu objetivo é reduzir a burocracia que as empresas passavam.

Ele é um arquivo que precisa ser enviado pela contabilidade da empresa à Receita Federal do Brasil, que é responsável pelas informações e gerenciamento da mesma.

Além disso, o SPED Fiscal precisa ser entregue mensalmente, com prazo determinado pela Administração Tributária Estadual, ou seja, é necessário verificar com a contabilidade o prazo conforme o estado de atuação.

Um norteador do que precisa ser enviado é a data da emissão dos documentos fiscais, considerando os dias do mês em questão.

Caso o arquivo não seja entregue no prazo que deve ser sempre verificado com a contabilidade da sua empresa, há multa que pode variar de 0,2% a 1% que é somada por dia de atraso sobre a receita bruta da pessoa jurídica, portanto, é necessário estar atento quanto aos deveres na geração do arquivo.

Para conhecimento, além do SPED Fiscal, também existe o SPED Contábil e o SPED Contribuições que contam com objetivo de escriturações contábeis e contribuintes do  PIS/Pasep e da Cofins, bem como seus respectivos nomes.

Entenda mais:

Como eu sei se preciso gerar o SPED Fiscal?

Todas as empresas que contribuem com o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) ou com o IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) precisam gerar o SPED Fiscal.

Caso você não saiba se contribui com os impostos ICMS ou IPI, é necessário verificar com a sua contabilidade para que ela possa esclarecer qual imposto está dentro do seu segmento e quais documentos precisam ser emitidos para não ter problemas no futuro.

Já adiantamos que caso a sua empresa seja enquadrada como “Simples Nacional”, não é necessário pagar ICMS ou IPI, assim não sendo necessário gerar o SPED Fiscal.

Como gerar o SPED Fiscal?

Para gerar o SPED Fiscal, você vai precisar de um bom sistema de gestão que tenha integração com o restante da sua operação bem como a emissão dos demais documentos obrigatórios.

Assim, você consegue ter todas as informações dos documentos gerados bem como seus impostos para gerar o SPED corretamente a fim de encaminhar à receita federal.

Mas não se preocupe, esse processo pode ser mais fácil do que você imagina! Veja como ele é feito na prática através do sistema de gestão “Transportadora 5 PRO” da RenaSoft, por exemplo:

Se você tiver um comércio, não fique preocupado! A RenaSoft também tem um sistema para o varejo, o “Sintec NF-e 4” que emite o SPED Fiscal de maneira similar.

Conheça mais:

E o Sintegra, como fica?

Sintegra significa “Sistema Integrado de Informações sobre Operações Interestaduais com Mercadorias e Serviços“. Ele tem como objetivo integrar as informações de entradas e saídas da empresa.

Muito utilizado conforme a movimentação de estoque, também pode ser gerado através de nossos sistemas.

Para entender mais, cadastre-se no formulário acima.


Comenta se esse artigo te ajudou!

Até o próximo.

Compartilhe com...

Deixar uma resposta