Como reduzir custos operacionais em uma transportadora

Os custos elevados podem exercer um grande impacto na lucratividade da transportadora. Por isso, o papel do gestor é estar atento a todas as medidas capazes de otimizar os gastos e impulsionar os resultados.

Os custos elevados podem exercer um grande impacto na lucratividade da transportadora. Por isso, o papel do gestor é estar atento a todas as medidas capazes de reduzir custos e impulsionar os resultados.

Toda empresa, seja qual for o segmento, costuma viver em uma busca constante atrás da redução de custos de operação. Afinal, quanto menores e mais otimizados são os custos, desde que não haja prejuízo na qualidade dos serviços prestados, maior também a competitividade do negócio. 

Hoje o assunto é especificamente sobre os custos operacionais em uma transportadora e a as sugestões de como reduzir alguns deles. Por isso, a seguir estão reunidos alguns dos maiores gastos envolvidos no funcionamento de uma empresa de transportes seguidos de sugestões de como enxugá-los sem que eles percam eficiência.

Afinal, em um segmento tão competitivo, encontrar o ponto de equilíbrio entre a excelência na realização de cada uma das atividades e a redução de custos é o segredo do sucesso.  

Melhorar a estratégia de planejamento de rotas

A máxima “tempo é dinheiro” é especialmente verdadeira quando o assunto é logística. Sendo assim, não dá para falar dos custos operacionais em uma transportadora sem considerar o que costuma ser o maior gargalo de gastos: o planejamento de rotas ineficiente. 

Antes de mais nada é preciso ter em mente que inúmeras as variáveis devem ser consideradas no momento de fazer esse planejamento. Quando uma delas é deixada de lado, o prejuízo acaba aparecendo, em maior ou menor escala. 

Existem duas principais formas de fazer o planejamento de rotas: manualmente ou via sistema. A maneira manual pode não ser tão precisa e padronizada, pois depende de esforço humano e, consequentemente, está mais sujeita a falhas. Por outro lado, o uso de softwares específicos para esse tipo de função facilita e padroniza esse trabalho. 

Além disso, com a ajuda de um sistema que realize esse tipo de função é possível planejar múltiplas paradas de acordo com o cronograma de entregas, buscar por rotas otimizadas, fazer o rastreio dos carros, entre outras possibilidades.

De qualquer forma, independentemente da mecânica de planejamento de rotas adotada em sua transportadora, abaixo estão listados alguns dos critérios que devem ser considerados:

  • Menor distância entre o remetente e o destinatário;
  • Melhores estradas para percorrer (mais seguras e com infraestrutura adequada);
  • Possibilidade de fazer várias entregas em uma mesma viagem.

Uma rota bem planejada reduz custos com combustível, manutenção e também mão de obra com motoristas. Além de diminuir as chances de entrega atrasada e aumentar a satisfação dos clientes.

Considerar a terceirização de transportes

A manutenção de frota própria também está entre os maiores custos operacionais em uma transportadora. Além da aquisição de novos caminhões demandar um alto investimento, principalmente no caso das transportadoras de pequeno e médio porte, existem os custos do dia a dia, que consistem, basicamente, naqueles necessários para manter os carros rodando. Alguns deles são:

  • Combustível;
  • Seguro do veículo;
  • Multas e possíveis acidentes;
  • Impostos e taxas sobre a propriedade dos veículos;
  • Eventuais gastos com manutenção.

Uma estratégia que algumas transportadoras costumam adotar para reduzir os custos é a terceirização dos transportes. Além da redução de custos, a terceirização oferece outra grande vantagem que é o trabalho por demanda. Nesse caso, quando não há volume suficiente, não há o problema de frota parada na garagem gerando prejuízo.  

Melhorar as embalagens utilizadas durante o transporte 

Seus clientes estão satisfeitos com as embalagens utilizadas durante o transporte de carga pela transportadora? Ocorrências de ruptura de embalagem ou quebra de produtos são frequentes? Há problemas no acondicionamento de carga dentro do caminhão? As respostas para essas perguntas podem ser de grande valia para entender se é, ou não, necessário rever as embalagens utilizadas pela empresa.

As embalagens estão entre os custos mais altos de uma transportadora, mas elas são fundamentais para manter a mercadoria 100% protegida durante o seu transporte. Sendo assim, o uso correto de embalagens é essencial e a escolha deve ser feita levando em conta os próprios produtos a serem transportados. Esse cuidado garante a excelência na execução do trabalho e evita prejuízos com:

  • Avaria de carga;
  • Necessidade de substituição do produto; 
  • Custos com troca ou devolução do produto à empresa; 
  • Mau aproveitamento de espaço no caminhão;
  • Insatisfação dos clientes. 

Contar com um bom software de gestão

Investir em tecnologia é uma das melhores formas de reduzir custos operacionais em uma transportadora. No mercado, atualmente, existem sistemas específicos para gerenciar esse tipo de negócio, como é o caso do sistema Transportadora Express 5 Pro.

Entre as principais vantagens oferecidas pelo sistema de gestão de transportadoras está o controle total das operações, integração de todas as áreas da empresa e o acesso rápido a informações essenciais. 

Automatizar o controle dos processos tem poder de reduzir os erros, pois diminui o esforço humano na execução de algumas tarefas, aumentar a produtividade e agilizar a tomada de decisões estratégicas por parte dos líderes. Com isso, gestores podem utilizar o seu tempo para pensar realmente no negócio, em vez de lidar com tarefas mecânicas que podem ser tranquilamente realizadas via software.

Que tal conhecer de perto todas as funções do sistema Transportadora Express 5 Pro? Solicite uma demonstração.