Descubra o que é o GRIS no frete e como calcular

No meio das transportadoras, é comum surgir a dúvida de como calcular o GRIS, o que ele é e para que ele serve.

A verdade é que o GRIS é extremamente importante para a prevenção de fatores de risco da frota de caminhões. A Sigla GRIS significa Gerenciadora de Risco e tem como objetivo cobrir os custos que estão relacionados a segurança.

Com o pagamento desse valor, é possível reduzir roubos de carga através de equipamentos e/ou serviços que ajudem na segurança da frota como: alarmes, escolta, seguradora e etc.

Nesse caso, a reversão do dinheiro ganho através do pagamento do GRIS fica a critério das necessidades da própria transportadora, entendendo quais fatores de segurança precisam ser melhorados e assim aplicar o dinheiro no que é de fato necessário.

Para entender mais sobre o GRIS e tirar todas as suas dúvidas sobre esse assunto, leia até o final

Quais são os tipos de mercadoria que o GRIS precisa ser calculado?

O GRIS precisa ser calculado dependendo do tipo de mercadoria, em especial produtos com grande valor agregado, como:

  • Eletrônicos
  • Eletrodomésticos
  • Jóias
  • Pneus
  • Cigarros

A verdade é que quanto mais valor tiver na carga, mais visada ela fica para roubo, por isso é tão importante investir na segurança do caminhão, motorista e carga.

Quem paga o GRIS?

O pagamento do GRIS deve ser feito pelo cliente e cobrado no momento em que o frete é calculado segundo a tabela de frete, expresso na emissão do CT-e.

Como calcula o GRIS?

Para calcular o gerenciamento de risco é necessário seguir uma fórmula bem simples que é vinculada ao AD Valorem (custo do seguro da carga).

Assim, é necessário obter o valor total da mercadoria e multiplicar pelo AD Valorem que tem como porcentagem indicada de (0,3%).

Ou seja:

Se o valor da mercadoria for R$2.500

E o Ad Valorem 0,3%, o total seria:

2500 * 0,3% = 75 reais

No entanto, ao realizar essa conta manualmente, como em planilhas de excel ou em caderno os erros tem maior potencial de acontecer.

Por isso, prefira um sistema de gestão em que o cálculo é feito automaticamente, bem como o Transportadora 5 PRO da RenaSoft, onde você consegue incluir todas as taxas da tabela de frete no CT-e.

Conheça mais:

Se tiver mais alguma dúvida, fique a vontade para perguntar nos comentários!

Até o próximo.

Compartilhe com...

Deixar uma resposta