5 passos simples para fazer Conciliação Bancária

A conciliação bancária é um dos processos mais importantes que devem ser realizados em uma empresa. Descubra aqui como utilizá-la na prática!

A Conciliação bancária (ou conciliação financeira) se trata de um processo de conferência onde os valores registrados no sistema de gestão e/ou planilha de Excel devem estar equivalentes com o saldo do banco.

Esse é um dos procedimentos mais importantes que devem ser realizados em todos os segmentos do mercado! Isso se deve ao fato de que se houver alguma incompatibilidade do seu sistema com o banco, significa que houve alguma fraude ou erro nos valores digitalizados.

Além disso, quando você faz uma boa conciliação bancária, você consegue ter certeza que a sua operação está funcionando de forma 100% saudável.

Confira os 5 passos simples para fazer a conciliação bancária!

conciliação bancária

1- Centralize o financeiro da empresa em um só cartão

A verdade é que fica muito mais fácil realizar a conciliação bancária quando a sua empresa usa apenas um cartão corporativo.

Imagine a seguinte situação:

Você possui dois cartões sendo que os recebimentos ficam em uma conta e os pagamentos em outra. Quando vai conferir os valores no final do mês, uma quantia considerável está faltando…

Ou seja, você precisará realizar a conciliação financeira do início duas vezes, já que você tem apenas um controle com dois cartões. Seria muito mais fácil se tudo estivesse em um só lugar, não acha?

Além disso, você acaba se organizando melhor e economizando tempo, já que centralizou todas as informações financeiras.

2- Não deixe de registrar nenhuma informação

Registrar todas as suas movimentações financeiras é extremamente importante para que a conciliação financeira fique ainda mais prática, por isso, lembre-se de anotar qualquer divergência que surja em seu relatório. Como, por exemplo, um dinheiro que teve que ser retirado do caixa por motivos pessoais.

Além disso, é importante ressaltar que todos os valores são importantes, até mesmo os centavos que por muitas vezes acabam sendo subestimados e não anotados.

DICA: Guarde todos os seus comprovantes! Não só para futuras dúvidas de clientes ou colaboradores, mas também para ajudar no registro caso algo passe despercebido e você tenha que realizar a conciliação novamente.

3- Confira todas as entradas e saídas

Depois de se organizar e registrar, o próximo passo é conferir as entradas e saídas do caixa. Não deixe nenhuma informação de lado, mesmo que pareça irrelevante… no final das contas tal anotação pode fazer toda a diferença!

Caso dê alguma inconsistência nos valores finais da sua conciliação, não deixe de conferir novamente e sinalizar o acontecido, como taxas e juros bancários que não haviam sido considerados ou até mesmo cheques e transferências que só irão cair nos próximos dias.

Se acontecer a falta de cálculo dos juros e taxas, corrija todos os valores imediatamente!

Uma forma de prevenir esse problema, é adotando um Sistemas de Gestão Integrado (ERP), pois além de acelerar o crescimento do seu negócio, você tem muito mais controle da sua empresa e assim consegue realizar a conciliação bancária de maneira fácil e ágil, bem como o da Renasoft.

4- Crie uma rotina para a conciliação bancária

A rotina para realizar a conciliação é extremamente importante e deve ser considerada como parte da cultura da empresa.

A frequência depende da quantidade de fluxo que você tem, sendo que se tiver muitas transações, o aconselhado é realizar diariamente. Caso o fluxo for baixo, a conciliação pode ser realizada semanalmente.

Dessa forma, você vai conseguir prever o seu saldo e assim se organizar financeiramente para futuros investimentos.

5- Use um sistema de gestão

Alguns sistemas de gestão possuem formas práticas para realizar a conciliação bancária. A Renasoft, por exemplo, possui sistema tanto para o varejo quanto para transportadoras.

De modo geral, você consegue vincular o seu extrato bancário ao sistema fazendo com haja uma comparação entre eles de modo dinâmico selecionando ambos em um check list, facilitando a conciliação e marcando tudo que faz sentido.

Para saber mais, entre em contato com um de nossos especialistas aqui: www.renasoft.com.br

Se tiver alguma pergunta ou sugestão, fique a vontade para comentar na caixinha aqui embaixo!

Até o próximo.

Um comentário

  1. […] Além disso, é importante controlar todas as entradas e saídas através de uma boa conciliação bancária, que consiste em comparar os dados bancários com os dados registrados em uma planilha ou sistema de gestão, obtendo controle total das entradas e saídas. Para saber o passo a passo de uma conciliação bancária, clique aqui. […]

Deixar uma resposta