Reduzir custos: cortes ou investimento inteligente?

Descubra como reduzir custos de forma estratégica, sem que o impacto seja negativo para os negócios em tempos de crise ou não.

A gestão de uma empresa está longe de ser uma tarefa simples, e reduzir custos também. Como gestor, você precisa construir uma visão ampla negócio, capaz de abranger todas as áreas estratégicas, manter a eficiência dos resultados e, principalmente, dos custos.

Desse modo, investimentos em estrutura, despesas com colaboradores e custos operacionais em geral são um verdadeiro desafio para empresários de todos os portes. Do microempreendedor individual ao diretor de uma multinacional, todos querem maximizar os lucros da empresa e, da mesma forma, reduzir os gastos.

Nesse caso, como os custos são o fator que mais podem ser controlados pelos gestores, por sofrer menos interferências do mercado, é lógico pensar em reduzir custos para aumentar a rentabilidade.

Quer saber como fazer as reduzir custos com eficiência? Então, continue lendo o artigo que preparamos sobre o tema, logo abaixo.

Reduzir custos como estratégia de sobrevivência

Antes de falarmos sobre reduzir custos, é importante reforçar alguns conceitos de administração para que possamos entrar no assunto de forma profunda. Para isso, vamos falar da rentabilidade e sua importância para os negócios.

A rentabilidade é calculada por meio da divisão do lucro da empresa em um determinado período, considerando o investimento inicial realizado. Assim, quanto maior for o lucro e menor o investimento, maior será esse fator para a organização.

E é justamente a rentabilidade que permite à empresa continuar investindo em infraestrutura, processos, inovação de novos produtos e na contratação de colaboradores. Ou seja: de forma geral, é a rentabilidade que sustenta o crescimento e a expansão da companhia.

Nesse caso, para aumentar a rentabilidade, é possível investir em marketing para atrair novos clientes e aumentar o faturamento, melhorar a qualidade do produto para superar a concorrência ou estabelecer uma vantagem competitiva para se diferenciar.

E são várias estratégias existentes e disponíveis aos gestores, mas todas elas têm uma variável em comum: dependem do comportamento dos consumidores, onde não é possível garantir o crescimento do faturamento. E essa é o risco que cada empresa assume ao operar.

Gerenciando custos para aumentar a rentabilidade

Com isso colocado, a única maneira de melhorar a rentabilidade sem depender dos clientes está na redução de custos. Com a diminuição de gastos em diversas áreas, é possível aumentar a rentabilidade e, com isso, fazer a empresa decolar.

Ao diminuir as despesas operacionais – sem interferir no desempenho –, o gestor pode melhorar a eficiência da empresa, o que tem impacto direto na competitividade. A gestão qualificada é a única maneira de atingir esse objetivo e os empreendedores sabem disso.

Do mesmo modo, é preciso reduzir custos de forma inteligente, já que ela pode se tornar o “golpe final” nos resultados e na competitividade de mercado. Então, vamos conhecer boas práticas para aplicá-la.

Cuidado para a redução de custos não matar sua empresa

Imagine a seguinte situação: com o pensamento de que a empresa tem que gastar o mínimo possível, um empresário decide trocar de fornecedor sem pensar muito na satisfação do cliente e no que essa perda de qualidade pode gerar no futuro.

Depois, com a mentalidade de continuar reduzindo custos, o gestor opta por trocar a empresa de logística que entrega os produtos. Mesmo com a falta de estrutura da transportadora que fará as entregas, o problema ainda não é percebido pelo gestor.

Finalmente, o empresário decide olhar para dentro do escritório. Sem muitas opções de enxugamento, anuncia o fim do café e o uso do ar condicionado. Agora, a nova rotina de trabalho será essa: sem “excessos” no dia a dia.

Com esse cenário estabelecido, já começamos a entender que as mudanças – em curto e médio prazo – serão um problema para a empresa. Seja pela qualidade dos fornecedores e  prestadores de serviço, ou pela insatisfação dos colaboradores, as reduções de custos não foram medidas inteligentes para aumentar a rentabilidade de forma sustentável.

Então, o que fazer para reduzir custos com eficiência?

Existem algumas atitudes que podem ser consideradas para reduzir custos com eficiência, mas sem prejudicar a continuidade dos negócios. Confira algumas sugestões para aumentar a rentabilidade da empresa:

Contrate um contador

Contratar um contador especializado no ramo da sua empresa pode ser uma boa opção para quem pretende reduzir custos e economizar tempo. Um profissional competente e familiarizado com os processos terá condição de descobrir qual regime tributário é o ideal, além de apontar possíveis gargalos do processo.

Negocie com os fornecedores

Aqui, a grande dica é sempre negociar os valores de aquisição dos produtos ou serviços, seja com a conquista de descontos, prazos para pagamento maiores ou parcelamento em cada compra realizada. Também é importante ter vários fornecedores para contratar, pois assim a “guerra” de preços poderá ser mais eficiente.

Corte gastos desnecessários

Nesse tópico, a recomendação é bem clara e objetiva: reduza gastos supérfluos com itens que pouco influenciam o desempenho da empresa. E não estamos falando do cafezinho ou do ar condicionado que citamos anteriormente, mas de rotinas e processo que pouco agregam para os resultados da organização.

Então, a dica é remover aquilo que não tem grande impacto na rotina de trabalho mas, ainda assim, consomem recursos financeiros importantes para a rentabilidade do negócio.

Reduza os custos fixos e aumente os variáveis

Outra opção interessante é fazer a troca de custos fixos para variáveis, pois eles podem trazer uma mudança significativa no financeiro da empresa, mas sem abrir mão da qualidade dos produtos ou serviços oferecidos pela mesma.

Assim, opte por contratar funcionários com remunerações variáveis, baseadas em desempenho, para que o comprometimento de salário mensal não seja um problema durante o mês. Assim, se os colaboradores tiverem bom desempenho, isso significa que a empresa também vai lucrar com os resultados além do esperado.

Outra sugestão é terceirização de mão de obra, que pode trazer reduções de custos significativas para o negócio. Uma área de tecnologia da informação, por exemplo, pode ser terceirizada para reduzir custos fixos com salários e impostos de contratação.

Invista em tecnologia

A tecnologia é uma aliada de quem busca eficiência. Seja escolhendo um software de gestão ou monitorando processos diversos, é possível otimizar o desempenho e eliminar o desperdício com a informatização da empresa. Portanto, sempre procure por sistemas ERPs eficientes para colocar a gestão da organização em outro patamar.

Atualmente, quem tem o controle de cada área da empresa, em relação aos custos, pode tomar as melhores decisões para potencializar a rentabilidade do negócio. E, se isso for feito com sabedoria, a tecnologia será uma grande aliada para a conquista desse objetivo.

Portanto, lembre-se que a redução de custos envolve vários fatores para funcionar e não comprometer a continuidade dos negócios. Assim, o planejamento é importante para garantir que os cortes que foram realizados na empresa aumentem sua competitividade perante os concorrentes.